domingo, 14 de outubro de 2012

Ludmila Semenyaka

oi!!!
A menos de 2 semanas eu assistir um video sobre a bailarina Ludmila, onde mostrava seu cotidiano, simples mas maravilhosos;
Ela nasceu em 1952 em St Petersburg, se formou na academia Vaganova  como pupila de Nina Belikova  e iniciou sua carreira no Teatro Kirov e mais tarde como prima-bailarina no Bolshoi, ganhou diversos prêmios ao longo de sua carreira, como "artista do povo" (URSS).
Ela já dançou diversos papeis clássicos como:  Aurora (A bela adormecida), Raymonda, Odette-Odile (O lago do cisnei), Giselle, Phrygia (Spartacus), Shirin ("The Legend of Love"), Anastasia (Ivan, O terrível), Rita ("The Golden Age"), Kitri (Don Quixote), Katerina ("The Stone Flower"), entre outros. 

bom mais vamos ao video...






...e de brinde (rsrsrs)
Pas De Deux de Don Quixote,
Lyudmila Semenyaka e Mikhail Baryshnikov (1968)





bjs e até

quarta-feira, 12 de setembro de 2012

Ulyana Lopatkina comparação de Odette/Odile

oi!
sei que estou muito negligente como meu diário, mas peço que entenda, esta perto do vestibular, quase não tenho tempo para hora de lazer, estou estudando muito, então peço que me perdoe por postar mais vídeos do que outras coisas.
bem dito isso vamos para mais um vídeos, só que este para fazemos uma reflexesão sobre aquela velha frase "a pratica leva a perfeição", este video mostra minha amada bailarina Ulyana Lopatkina em Swan lake de 1995 e 2006.





se ela que já era prima-bailarina do Kirov, tinha que melhorar seu tempo e sua técnica (e melhorou tanto que para mim é quase perfeita), por que nós reles mortais rsrs já nos damos por fatisfeita, não!! se algo está bom, então procure ficar otimo, até que esteja perfeito para você, por mesmo que perfeição não exista no geral, para cada um de nós, lá dentro, sim!!

espero que tenham gostado!!!
bjs e até

quarta-feira, 5 de setembro de 2012

o ballet além dos palcos

ooii!
tudo bem?!
sabe eu adoro vídeos que estão alem dos palcos, seja eles em sala de aula ou nas ruas, a Royal fez algumas fotos com alguns bailarinos(as) em lugares nunca pensado...










bem é isso bjs e até

segunda-feira, 3 de setembro de 2012

A Nameless Ballerina

Há algum tempo assistir este video belíssimo, e é claro que não podia ficar se compartilha com vocês!!!


bjs e até!!

quarta-feira, 29 de agosto de 2012

Pirouette!!!!

ooi!

hoje eu vou falar sobre um tema que assusta muitas bailarinas, a piruetta, há algum tempo li não me lembre a onde, que a gloria da bailarina está em sua piruetta, mas será verdade?! porque há muito mais coisas do que isto, mas por outro lado, se sim, por que? esse foi meu pensamento, meu dilema por alguns tempos, até que enfim eu entendi, o porque.
Não há pirueta perfeita sem equilíbrio, e não há nenhum passo perfeito, ou bem executado sem equilíbrio, porque no ballet é preciso ter equilíbrio.
Talvez esta a palavra, nós bailarinas e os bailarinos- profissionais ou não- precisamos saber o significado de todas as formas, tanto físico quanto emocional.
O equilibro emocional talvez- ou é- o mais difícil de se conseguir, apenas com o autoconhecimento, já o físico com trabalho e exercícios nós o alcançamos, então eu venho hoje para compartilhar alguns que eu conheço e me ajudaram a conseguir este equilíbrio para a sonhada piruetta.

Antes de tudo treine ficar no passé na meia-ponta alta por alguns segundos, treine em todas as posições.

Mantenha a postura todo o movimento, ou seja, encaixe o quadril, é eu sei é difícil, mas facilita se você marcar sempre um ponto fixo, e manter a postura correta, porque assim você já encaixa o quadril automaticamente.

Depois de você marcar um ponto fixo você deve saber que a cabeça é a ultima a sai e a primeira a chegar.

Faça um demi-pliê, porque se você fizer um pliê vai descer muito e no começo pode até perde equilíbrio e força para girar.

"Apesar de exigir certo esforço, o giro com o joelho bem colocado em en dehors é mais fácil, pois a posição da perna ajuda a aumentar a força e velocidade do giro."

devo confessar-lhes que aprendi a girar com este  1º video, muito antes de meu professor me ensinar rsrrs, e ele me ajudou muito...




 




muito bom também este video..


e agora é só praticar, afina a pratica leve a perfeição!
e quem sabe não giramos assim...












bjs e até
desculpe-me pela demora mais com os vestibulares chegando esta cada vez mais difícil

quinta-feira, 26 de julho de 2012

Darcey Bussell

ooi!
eu achei no youtube um video bem legal  da Darcey Bussel, aproveitem...



bjs e até a proxima

domingo, 15 de julho de 2012

Lauren Cuthbertson

oi!
hoje vim falar de uma bailarina incrível da Royal Opera House, pois para mim é ela é maravilhosa, seus movimentos são puros e suaves, sua expressão é limpa e delicada.
bem lá vai um pouca sobre a vida dela;

Lauren Cuthbertson nasceu em Devon , Inglaterra. Ela começou a estudar dança em uma escola de dança local dirigido por Pamela De Waal (agora o Buckingham Dança Studios em Paignton), mas como a maioria das criança, ballet era para Lauren o que é para muitos pequenos- algo divertido e seguido por Brownies uma noite por semana. Ela foi inicialmente levado ao longo de tanto ballet e ginástica, com 3 anos de idade,  para domar sua natureza animada antes de iniciar na escola, e embora ela adorava suas aulas, era só mais tarde que o ballet se tornou um hobby sério, e centrou-se quando foi oferecido um lugar no Programa Royal Ballet School's Junior Associate. Como Associada Junior, ela participou de aulas semanais, com base no sistema de formação Royal Ballet School. Estes são realizadas nas principais cidades em todo o Reino Unido, por jovens bailarinos que mostram uma aptidão especial para o ballet.

Cuthbertson depois fez o teste com sucesso de um lugar permanente no Royal Ballet School, com sede em White Lodge, Richmond Park . Ela frequentou a escola desde 11-16 anos de idade e foi, então, oferecido um lugar para continuar a sua formação na escola superior  com 16-17 anos. Ela ingressou na Royal Ballet em Fevereiro de 2002, dançando como um membro do corpo de baile. Ela foi promovido a solista em setembro de 2003, primeira solista em setembro de 2006 e, em seguida principal ( Prima-Bailarina) em junho de 2008. 

Curiosidades:
Sua primeira grande oportunidade na Royal veio em 2003 quando ela foi convidada para dançar em Romeu e Julieta  pelo Sir Kenneth Macmillan como Julieta. Suas performances foram excepcionalmente bem recebidas e neste mesmo ano ela foi promovida a solista. Em seus cinco anos como solista (ela foi promovido a primeiro solista em 2006) Lauren estreou como Aurora, Gamzatti, Odette-Odile e a Fadinha Açucareira. 

Ela também treinou para a Competição Internacional de Ballet de Varna sob a orientação de seu mentor, Anatole Grigoriev. Infelizmente Grigoriev morreu antes de ver Lauren na competição, mas quando Lauren ganhou a medalha de prata em 2006 (o maior premio feminino concedido naquele ano), ela dedicou seu prêmio a ele. Ela sente que lhe deve muito por sua inabalável crença em sua capacidade.

Seus papeis favoritos incluem: Nikiya em La Bayadère, Giselle,  Infra  de Wayne McGregor, Carmen e  Serenade  de Balanchine. 

Ela compartilhar um camarim para o palco com outras duas primas-bailarinas. Fora do trabalho prioridade Lauren está se recuperando de sua agenda lotada, mas além disso ela ama cinema, moda, teatro e visitar as muitas exposições e mercados que Londres tem para oferecer. Ela também está envolvida com muitos projetos para jovens bailarinos, incluindo London Children’s Ballet.














bem espero que tenham gostado,
bjs e até

fotos fonte: 1, 2, 3, 4

sexta-feira, 13 de julho de 2012

Rock'n Roll

oi!
para quem não sabe (?) hoje é o dia internacional do Rock and Roll, e eu como boa roqueira -sim meio contraditório não? mas sou apaixonada pelo verdadeiro Rock, Heave Metal, Symphonic Metal entre outros- fui procurar apenas umas imagens que houvesse uma bailarina com jeito de roqueira, mas acabei encontrando algo mais legal, existe um ballet que se chama Rock the Ballet, que é uma mistura do Rock, do ballet clássico e principalmente o contemporâneo -entre outros-, eu achei super legal e ai vai alguns trechinhos...








Para quem é fanático pelo Queen, este video é relíquia, foi uma performance do Freddie Mercury com a Royal Ballet em 1979.






bjs e até

quarta-feira, 4 de julho de 2012

bailarinas em campo!!

oi!
já que muitos estão no clima de Futebol, achei estas fotos bem oportunas e divertidas!!!!
apesar de ser o medo de muitas bailarinas e bailarinos -inclusive o meu!!!
rsrs





bjs e até

segunda-feira, 25 de junho de 2012

show de fofura

oii!
por este dias eu estava atras de musicas que falasse sobre bailarina ou ballet (?!), mas acabei de algum modo em uma pagina no youtube com um vídeo chamando a bailarina da caixinha de musica,- e quem já viu este vídeo já deve ter soltado um suspiro- ai eu lembrei de um menininho fofo que dançou a variação de esmeralda e fui atras para rever, foi quando descobrir que ele já tem outras variações dançadas, é meu povo tá bom para você! bem se deliciem com estas fofuras, e vejam os bailarinos do futuro...



esta fofura se chama Yasmin Franklin






 este bailarino tem mais ou menos 4 anos se chama Alexei Orohovsky


bem espero que tenham  gostado, e fala se vocês não queriam um criança assim, e imagina um pas de deux deles rsrs

bjs a todos e até

quarta-feira, 20 de junho de 2012

ballet Giselle completo ll


oi !
é eu sei demorei mas é porque eu não tenho vida ultimamente rsrsrs, a variação de Giselle de hoje á do Amarican Ballet Theater, de 1969 com Carla Fracci, Erik Bruhn, Toni Lander, Eleanor D'Antuono, Ted Kivitt e Bruce Marks (só grandes bailarinos).

mas antes de assistir o videos, que diga de passagem é maravilhoso, gostaria que vocês percebecem a diferença entre os ballets de antigamente e atualmente, não só na técnica e expressão, mas também no cenário, e a forma como foi gravada, parece quase um filme de tão perfeito, e era isto que eles buscavam a perfeição no geral, também devo ressaltar que em algumas partes a musica parece diferente, não só no ritmo mas também na forma que é tocada por toda a orquestra, notaram? Mas muito bem, vamos ao que interessa...








poiiis muito bem! é isso por hoje,
bjs e até

sexta-feira, 8 de junho de 2012

Ballet Giselle Completo

Oi!!!

Esta semana, ou melhor, finalzinho de semana e a próxima trarei, por volta de 4 variações de Giselle (porém não será em sequencia), que devo admitir que é um dos meus ballets favorito, bem, hoje trago-lhes a versão dançada pela maravilhosa Svetlana Zkharova como Giselle e o bailarino Roberto Bolle como Albert, no Teatro de La Scala, bem para quem não conhece a história de Giselle convido-o (a) a ler este post aqui .

pois muitooo bem vamos ao que interessa o vídeo.  




espero que tenham gostado.
bjs e até

domingo, 27 de maio de 2012

Rudolph Nureyev no Muppet show

não, hoje eu não vim para postar ballet completo, mas sim um video super engraçado, com lendário bailarino Rudolph Nureyev no programa Muppet' show, é exatamente esses personagens que você pensou, bem ai vai uma ou outra parte engraçadas e não precisa ter o inglês fluente. rsrsrs






who has the english enough to understand
there are the muppet show complete
Season 2 Episode 13

part 1
part 2
part 3

imagem retirada daqui

espero que tenham gostado tanto quanto eu, para quem quiser assistir o episodio vale apena ver
bjs e até

segunda-feira, 21 de maio de 2012

Ballet La Bayadere completo

como prometido trago-lhes outro ballet completo.
na verdade estava em duvida qual trazer mas me decidir pelo La Bayadere, a versão da Opera de Paris de 1992, coreografia original de Ruldof Nureyev, eu particularmente amei este ballet e sempre assisto, tem como Nikiya a bailarina Isabelle Guerin, Elisabeth Platel como Gamzatti e Laurent Hilaire como Solor.

Para quem não conhece a historia :"A peça se passa nos confins da Índia, e mostra as consequencias que uma promessa não cumprida pode acarretar. Pra ser mais exata o enredo traz a história de Nikiya, dançarina de um templo, que é muito apaixonada por Solor, um jovem guerreiro. Ele promete amor eterno a Nikiya diante do Fogo Sagrado, considerado a maior entidade espiritual das tradições indianas. Soma-se a isso a ira de um sacerdote que teve seu amor rejeitado pela mulher que tanto admira, um casamento arranjado entre Solor e Gamzatti, a filha do Rajah, e a "disputa" entre as duas pelo amor de Solor e está completa uma trama que, ao som da música de Ludwig Minkus, trará um final surpreendente aos olhos do espectador!" (retirado do blog videos de ballet clássico).


bom espero que tenham gostado
bjs e até

terça-feira, 15 de maio de 2012

Ballet O lago dos Cisnes completo

Acretido nunca ter mencionado, mas sou apaixonada pelo ballet O lago dos Cisnes, é eu sei nunca comentei dele, e muito menos do filme-cuja eu adorei-, mas agora eu decidir compartilhar algo bem legal...


Bem eu sei que nem todo mundo tem tempo para ficar procurando por ballets completos por ai, por isso eu resolvi, postar aqui alguns, não é a primeira vez que faço isso, pois já postei O quebra-nozes da Royal de 2000 e a Cinderela a versão com a Polina Semionova, mas hoje optei por O lago dos Cisnes versão -maravilhosa- da ABT de 2005 com a Gillian Murphy, se deliciem...


bem por hoje é só, mas vou postar logo logo outra versão completa deste ballet, porem de outra cia maravilhosa tanto quanto a  ABT.
bjs e até

domingo, 29 de abril de 2012

Alice in worderland

"A única forma de chegar ao impossível, é acreditar que é possível."
(frase do livro Alice no país das maravilhas de Lewis Carroll)

Quem nunca leu ou assistiu os filmes das Disney - tanto o a clássico desenho quanto o novo de Tim Burton de 2010- da Alice in worderland, a historia da menina que segue o coelho de olho cor de rosa que diz:"puxa, puxa, eu devo estar muito atrasado!", e acaba descobrindo um mundo subterranio cheio de fantasia e aventura.

Pois é! esta aventura também foi parar nos palcos de maravilhosas Cia's, como por exemplo a Royal Ballet, English National Ballet e a National Ballet of Canada, a versão da Royal super delicada e engraçada com Laura Cuthberson e a da English National Ballet -particularmente as melhores versões- a versão um pouco diferente das demais e ainda sim maravilhosa e engraçadíssima.

"Alice: Quanto tempo dura o eterno?
Coelho: As vezes apenas um segundo."
(frase do livro Alice no país das maravilhas de Lewis Carroll)

 

Para vocês terem ideia de como a produção da National Ballet of Canada foi grande, foram mais de 250 figurinos diferente de alta-costura (ahh que invejinha), saiu uma matéria no programa Fashion Television da GNT a um tempo atrás sobre isso, claro que não podeira perder a oportunidade de postar aqui, mas como nem tudo é um mar de rosas a Gnt não disponibiliza o link por isso quem quiser ver o vídeo e a matéria esta aqui o link.

Eu devo confessar aqui no meu diário que adoro a historia da Alice não importa quanto tempo passe eu sempre assisto e leio -o que estou fazendo agora devo dizer- não importa quanta vezes eu sempre me encanto, e amei o ballet também, achei alguns vídeos bem bacana para vocês, e ai vai:







"Nada se é conquistado com lágrimas".
(Alice no País das Maravilhas de
Lewis Carroll)



p.s.: não resisitr, amei o filme

bem espero que tenham gostado,
bjs e até
 

domingo, 15 de abril de 2012

Cinderella - uma versão diferente

oiiii!

hoje eu estava com vontade de assistir algum ballet que fosse delicado, ou que houvesse uma bailarina delicada, e para mim sempre vem à cabeça alguns nomes, mas principalmente o da Polina Semionova (ou Seminova, sinceramente não sei qual é o certo, por acho de ambas as formas!), para mim ela é o significado de delicadeza, leveza, e suavidade.

Mas não, não vim falar dela aqui (pelo menos não hoje), como já disse eu estava com esta vontade de assistir algum, então fui procurar no Youtube, e lá achei uma versão bem legal de Cinderella - fala minha gente tem papel mais delicado e lindo que esse, tá eu sei que tem outros tão lindos quanto, masss-, nesta versão esta bem longe de ser a tradicional que nós conhecemos, conseguir um depoimento da própria Polina sobre o ballet:

“A nossa versão se passa em um estúdio de ballet com o treinamento/ensaios dedançarinos(as). Cinderela é uma menina que adora dançar, mas o diretor não a escolhe. Ela adormece e sonha com a realização de um ballet bonito com um bailarino como seu parceiro. Eu amo o momento em que ela acorda e entende que se imaginava, vê suas roupas velhas de formação e as paredes do estúdio. Lentamente, através dos passos, ela se lembra de como ela dançava no sonho, até que o "príncipe" aparece na vida real. Os bailarinos da escola vêm e dar-lhe flores e felicitá-la em um sonho.


Acho que toda(o) jovem dançarina(o) tem este sonho para se tornar um solista, dança com um parceiro estrela, que o público te adoro. É muito perto do sentimento de uma menina no início de sua carreira.


Partes do ballet são muito engraçados. Em vez de irmãs, existem duas bailarinas. Um deles, dançado por Vladimir Malakhov, é muito gorda, comer chocolate o tempo todo no palco, eo outro é selvagem e bêbado. As platéias adoram.


É muito bom quando um coreógrafo cria algo para você, como Vladimir fez por mim com este papel. É um presente incrível. ” (foi traduzida por mim mesmo por isso não está lá aquelas coisas, quem quiser ver a versão original está aqui)

Então vamos aos videos:









bem ai esta completinho para vocês, espero que tenham gostado...

bjs e até

quinta-feira, 29 de março de 2012

Bolshoi Brasil

Oi minha gente!


é eu sei andei muito sumida e não tem desculpas para isso...

Hoje dedico este post ao Bolshoi Brasil ou do Brasil ou brasileiro, como preferir, mas enfim, eu estava no youtube da vida e encontrei esta entrevista com o diretor geral do Bolshoi o Pável Kazarián, falando sobre coisas super interessantes, sabe aquelas duvidas, como por exemplo, quero tentar entrar, mas sou de outro estado como posso fazer quanto à moradia, o Bolshoi ajuda quanto á isso? Ou posso participar de teste? Enfim vale muito apena assistir.

Foi uma entrevista da "Globo News" no programa "Em Pauta".

Mas como nem tudo é mar de rosas, o site da globo não tem -ou pelo menos eu não achei- como colocar o vídeo aqui, então vai na base do link mesmo, e ai está:


Entrevista com Pável Kazarián
 
 

bjs e até

P.S: as imagens são antigas no meu computador não me lembro a que sites pertencem, desculpe-me

domingo, 12 de fevereiro de 2012

Anna Pavlova

Por trás de cada pessoa há uma historia para se contar, há uma ação e consequência....

Todos nós conhecemos a dramática e romântica historia do ballet O lago dos cisnes, até aqueles que não têm um conhecimento sobre ballet já ouviu fala, mas você sabe a verdadeira historia por trás dele, como per exemplo você sabia que a primeira versão deste ballet foi um fracasso total, não pela musica que sabemos que é belíssima, mas sim pela má interpretação tanto da orquestra quanto do corpo de ballet, pois a primeira bailarina a fazer o papel da Odete foi a Anna Sobeshchanskaya, que a cada hora resolvia mudar certa coisa na coreografia (isso em 1887 no teatro Bolshoi), pode dizer que o O lago dos cisnes nasceu com a creografia de Marius Petipa (Atos 1 e 3) e Lev Ivanov (Atos 2 e 4), e a regencia da orquestra por Riccardo Drigo, e dançado pela bailarina Anna Pavlova, foi um sucesso eminente, todos amaram Anna dançando, e sobre ela que venho falar.

Hoje em seu aniversario (segundo o calendario gregoriano) de 131 anos, venho falar desta bailarina que foi e sempre sera uma lenda no ballet, mas se você nunca ouviu falar nela, não faz ideia do que esta perdendo, Anna Pavlova para mim foi um exemplo de pessoa, pois ela tinha tudo para desisitir mas continuo sempre seguindo em frente, Anna nasceu em São Petersburgo, em 31 de janeiro (segundo o calendário juliano) ou a 12 de fevereiro (pelo calendário gregoriano) de 1881. Nasceu em uma familia pobre de “mãe solteira” ( há contra vez sobre isso pois ela dizia que seu pai havia morrido e não falava muito sobre isso, já historiadores afirmam que ela era filha de um soldado judeu ).

De talento e carisma excepcionais, fascinou o mundo da dança no fim do século XIX e na primeira metade do século XX. Seu extraordinário talento e suas interpretações extremamente pessoais deram um novo sentido ao ballet clássico.

Aos oito anos, como presente de aniversário, sua mãe a leva para assistir ao espetáculo de balé:"A Bela Adormecida" no teatro Mariinsky. Emocionou-se tanto, que decidiu a partir daquele dia se dedicar à dança.

Tentou então ingressar na Escola Imperial de Ballet de São Petersburgo, mas foi rejeitada devido a sua pouca idade e baixa estatura. Em 1891, aos dez anos, conseguiu ingressar na academia. Desde cedo, revelou um grande talento para a dança clássica.

Em sua formação, teve aulas com os mais famosos professores da época: Pavel Gerdt, Christian Johansson, Ekaterina Vazem, Nikolai Legat.

Graduou-se em 1899 aos dezoito anos de idade. Em seguida, ingressou no corpo de ballet do "Ballet Imperial Russo" de São Petersburgo. Era o começo de sua carreira de sucesso. Seu palco nesta época era o teatro Mariinsky (kirov).

Carismática, caiu no gosto do Maestro Marius Ivanovich Petipa, galgando rapidamente posições de destaque entre as bailarinas: em 1902 era segunda solista; em 1905 "Première Danseuse" e finalmente em 1906 "Prima Ballerina".

Anna Pavlova relocionou o ballet classico da época, pois naquela época as bailarinas tinham que ter um corpo mais compacto e musculoso, e Anna era a nossa atual personificação de uma bailarina, magra, delicada e totalmente feminina, isso sem contar que foi ela a percusora da sapatilha de ponta como nós usamos hoje, pois ela não tinha pés fortes então ela pediu para um sapateiro colocar uma tira de couro na gaspia (ou palmilha) para poder ficar em cima da sapatilha, sendo que na época ela foi alvo de criticas sobre isso, as outra bailarinas não aceitavam isso de forma alguma. Mas mesmo assism começou a ganhar destaque nos ballets em que atuava e ganhava fãs entusiastas. Para a legião de fãs ela era a Pavlovtzi.

Ela sempre dizia que “ Deus dá o talento, mas é o trabalho que transforma o talento em gênio." e "Embora alguém possa falhar em encontrar a felicidade na vida teatral, ninguém desiste depois de já ter uma vez provado de seus frutos."

Seu físico delicado e gracioso era bem apropriado para os papéis românticos dos ballets, e isso foi percebido pelos coreógrafos. Seu primeiro sucesso e que passou a ser sua marca registrada, é o solo de "A Morte do Cisne", apresentada em 1905, no teatro Mariinsky, com música de Cammille Saint-Säens e coreografia de Mikhail Fokine . Também é sucesso em "Giselle" com música de Adolphe Adam e coreografia de Marius Petipa, apresentada em 1906 no mesmo teatro.

No dia 6 de janeiro de 1908, realiza o seu sonho de infância e dança no teatro Mariinsky, no papel de Princesa Aurora, o balé A Bela Adormecida pela primeira vez.

Na decada de 20 em suas vindas ao Brasil, ela apresentou-se nestes grandes teatros: Teatro Municipal do Rio de Janeiro, Teatro Municipal de São Paulo e Theatro da Paz (Belém, Pará).

O seu repertório era clássico, convencional, mas gostava de incluir números de danças étnicas. Os seus excertos e adaptações dos ballets clássicos encantavam as platéias para quem se apresentava.

Anna Pavlova, por meio de suas turnês ao redor do mundo, e também por sua figura carismática e singular, tornou o ballet popular por onde passava, sendo responsável por inúmeras novas bailarinas; moças que após a verem dançar se decidiam a também fazê-lo.

Durante sua carreira, Anna Pavlova viajou cerca de quinhentas mil milhas, dançando em 3.650 espetáculos e participando de mais de dois mil ensaios. Não é para qualquer um em?!!!!

Em 1924, casa-se com Victor d'Andre, seu empresário.

No período de natal de 1930, Pavlova tira três semanas de descanso de uma turnê que realizava pela europa. Na volta ao trabalho, próximo de Haia na Holanda, o trem em que estava foi obrigado a parar devido a um acidente ocorrido próximo à linha. Curiosa, desceu para ver o que havia acontecido vestindo roupas muito leves para o tempo que fazia (um fino casaco sobre uma camisola de seda) e caminhando pela neve. Dias mais tarde,uma forte pneumonia batia-lhe a porta. Após breve sofrimento, morre de pleuris no dia 23 de janeiro de 1931, no auge da fama e próximo de completar cinqüenta anos. Segundo testemunhas, suas últimas palavras foram :" traga-me a roupa do cisnei [...] execute o último compasso bem suave".




bjs e até a proxima

segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

A ballet way of life

oi! Eu estava assistindo este video e não pudia deixar de postar-lo aqui, é um promo da temporada 2011-2012 da cia Royal Ballet of Flanders.



bjs e até

segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

A apresentação

Uma, duas, cem vezes se for necessário nós ensaiamos, tentamos dar o melhor naquele momento, não importa a dor o cansaço, a sede, tudo isso é apenas a consequência de conseguir o passo perfeito, o tempo perfeito, o modo perfeito, os movimentos perfeito...

Mais um ano que passa, chega a época de apresentações, cada ano um desafio, sempre tentando ser melhor que o que já ficou na memória.
Para mim este ano tudo esta sendo um desafio, pois este ano a apresentação foi diferente, não é uma historia com figurinos e cenários, foi um diversiman (desculpe-me não sei se é assim que se escreve), que é nada, mas que uma coreografia dançada sem figurino-normalmente com roupa de aula-, sem cenário elaborado, mas se você quer sabe eu achei, mas difícil porque não há outra coisa para "maquiar o erro", simplesmente o que vai pretender o publico é você, nada mais.

Eu estava ansiosa e nervosa, porque os ensaios estavam corridos, os últimos detalhes na coreografia, porque uma das meninas ficou doente, então já viu né?!
Mas eu achei que na hora eu não estava tão nervosa, eu danço praticamente todas as semanas naquele palco nas aulas, que sábado (18/12) na apresentação eu sentir que eu não estava dançando para publico mas sim para mim, claro não vou mentir dizendo que não fique ansiosa, porque fiquei, mas foi algo bem diferente do ano passado, foi algo que eu pude aproveitar mais.

Há alguns dias atrás eu estava desiludida como ballet, era com se a minha paixão tive se transformado em admiração, então sábado depois da apresentação esta minha paixão voltou tão intensa como antes, quando eu não me importava com a dor o cansaço físico e psicológico.
Para mim o ballet é isso, sentir e dança sem se importar como o resto, dançar para você mesmo não para os outros.

Mas e vocês, o que sentem em uma apresentação, antes, durante e depois, que sentem satisfeitas (os), frustradas (os), felizes, me digam o que vocês sentem?

Um diversiman (ou seja lá como se escreve) seria praticamente assim:






bjs e até
P.S: me desculpe por não ter postado nada em dezembro, pois eu estava muito ocupada, e ainda fui viajar só voltei agora, então prometo não demora mais, tenho alguns post que só faltam revisar. E desejo a todos um feliz 2012